ANJOS DO INFERNO (Hell's Angels, 1930)

Ninguém ficou surpreso em 1929 que o magnata da aviação Howard R. Hughes produzisse um hino aos ases voadores da Primeira Guerra Mundial, como Hell's Angels. Dada a relativa inexperiência de Hughes como cineasta, entretanto, todos ficaram um pouco surpresos com o fato de o filme finalizado estar tão bom quanto era. Os americanos Ben Lyon e James Hall interpretam (respectivamente) Monte e Roy Rutledge, dois irmãos britânicos que abandonaram Oxford para ingressar no British Royal Flying Corps. Várias cenas iniciais estabelecem a rivalidade romântica entre Lyon e Hall em torno da socialite Helen (Jean Harlow). Enquanto voavam em uma missão de bombardeio perigosa sobre a Alemanha, os irmãos são abatidos. O comandante (Lucien Prival), que já havia sido traído por um dos irmãos, saboreia sua oportunidade de vingança. Ele oferece aos meninos sua liberdade se eles revelarem a hora do próximo ataque britânico; se não cooperarem, enfrentam consequências indescritíveis. Roy, enlouquecido por suas experiências de combate, está prestes a contar tudo quando é baleado e morto por Monte. Este último é ele próprio condenado a um pelotão de fuzilamento pelo comandante descontente - que, está implícito, em breve encontrará sua própria condenação nas mãos dos bombardeiros britânicos. Ninguém realmente se importa com esse enredo antigo, entretanto; Hell's Angels extrai a maior parte de sua força de suas sequências aéreas de crackerjack. O destaque é um ataque do Zeppelin sobre Londres, uma das sequências mais assustadoramente eficazes já filmada. Desde a primeira aparição fantasmagórica do Zeppelin rompendo as nuvens, até o comportamento abnegado dos membros da tripulação alemã enquanto saltam para a morte em vez de fornecer "peso excessivo", esta é uma cena que permanece na memória por muito tempo mais longo do que todo aquele absurdo bom-de-serviço no final. Também digno de nota é a aparição de Jean Harlow. Quando Hell's Angels começou como um filme mudo, a atriz norueguesa Greta Nissen interpretou a protagonista feminina. Durante a mudança para o som, o produtor Hughes decidiu que seu sotaque estava em desacordo com sua caracterização, então ele refez suas cenas com sua última descoberta, Harlow. Embora ela pareça estranha em algumas de suas cenas, não há nenhuma falta de jeito em sua apresentação da frase clássica sobre escorregar para "algo mais confortável". Originalmente, Marshall Neilan foi contratado para dirigir o filme, mas ficou tão abalado com a interferência de Howard Hughes que entregou as rédeas ao próprio Hughes, que por sua vez recebeu uma assistência não creditada de Luther Reed. Também ignoradas nos créditos do filme estão as contribuições do futuro diretor de Frankenstein, James Whale, que foi contratado como treinador do dialeto inglês do filme. O público moderno que espera uma peça mofada de museu geralmente fica surpreso com o alto conteúdo de entretenimento dos Hell's Angels: eles também se assustam com a franqueza pré-codificada do diálogo, com frases como "O inferno com você" propagadas com abandono imprudente. Nos últimos anos, os arquivistas restauraram a sequência Technicolor bicolor do filme, proporcionando-nos nossos únicos vislumbres coloridos do radiante Jean Harlow.

Directores: Howard Hughes, Edmund Goulding (não creditado) 

Estrelas: Ben Lyon, James Hall, Jean Harlow 

Gênero: Drama/Guerra

Idioma: Inglês

Legendas: Português

Preto e branco/Colorido

Formato: blu ray

 

 

ANJOS DO INFERNO (Hell's Angels, 1930)

R$35.00Preço

    Contato

    cinemateque1@gmail.com

    +55(92)30255646

    whatsApp 55(92) 982683031

    855

    Aceitamos